fbpx
Bem Vindo a You Need It Online Shop!
Close
Avenida General Roçadas, 99 Lisboa
910-988-053 - Atendimento Whatsapp atendimento@youneeditloja.com
Horário de Atendimento: Seg a Sext - 10:00 às 12:30 / 15:00 às 17:30
Cancro de próstata pode afetar a fertilidade masculina?

A fertilidade de um homem – a capacidade de engravidar uma mulher – pode ser prejudicada por alguns tipos de tratamento contra o cancro. Por sua vez, esta pode afetar a fertilidade masculina devido a alguns tipos de tratamento e, intitulado como “Novembro Azul”, este mês existe para a conscientização da importância do diagnóstico precoce do cancro de próstata. Acompanhe esse texto e saiba mais sobre o Cancro de Próstata.

A Próstata

A próstata é uma glândula do corpo humano formada por várias zonas distintas, cuja secreção é associada ao líquido seminal. A função principal da próstata na reprodução humana é produzir e armazenar um liquido que constitui de 10 a 30% do volume do fluido seminal, que juntamente com os espermatozoides formam o sêmen. Essa junção é responsável por nutrir, proteger e facilitar a locomoção dos espermatozoides.

As enzimas e o antígeno prostático específico (PSA) são importantes para manter o esperma líquido, de modo que possa fluir adequadamente e ajudar no movimento adequado dos espermatozoides. Portanto, a próstata é um coadjuvante importantíssimo na fertilidade masculina. Sem a próstata, a produção do líquido seminal é afetada, ou seja, o homem fica infértil.

As principais doenças

As principais doenças que atingem a próstata são a hiperplasia prostática benigna, a prostatite e o cancro de próstata.

Cancro de Próstata

O cancro de próstata é o tumor mais comum entre homens com mais de 50 anos e representa a 2ª causa de morte de homens, atrás do cancro do pulmão, sendo porém o cancro mais frequente no homem de mais de 50 anos. Em Portugal estima-se que tenha uma incidência de 82 casos por 100 000 habitantes e uma mortalidade de 33 por 100.000 habitantes. Representa cerca de 3,5% de todas as mortes e mais de 10% das mortes por cancro.

O cancro de próstata se instala numa área qualquer da glândula e à medida que cresce, vai ocupando gradativamente os lobos direito e esquerdo da próstata. Nas fases mais avançadas, invade por continuidade a cápsula que reveste o órgão, para depois chegar aos tecidos ao seu redor, incluindo as vesículas seminais. Ou seja, o cancro de próstata é considerado quando há a produção acentuada de células na próstata, criando tumores e embora seja uma doença comum, muitos homens preferem não conversar sobre o assunto.

Após o diagnóstico, o tratamento adequado é recomendado e dependendo de alguns fatores pode afetar a fertilidade masculina.

Como o tratamento contra o cancro afeta a fertilidade masculina?

Nem todos os os tratamentos contra o cancro de próstata pode afetar a infertilidade masculina, mas o impacto que o tratamento pode ter depende de muitos fatores.

Os sintomas deste tipo de cancro costumam aparecer apenas em estágios avançados da doença. Exame complementar aliado ao toque e ao exame de sangue que dosa a quantidade de PSA (Antígeno Prostático Específico) é fundamental para o diagnóstico precoce do cancro de próstata. Homens obesos que tem histórico familiar de cancro de próstata estão mais propensos à doença. Já nos negros, este tipo de cancro costuma ser mais agressivo.

Tratamentos

A doença pode ser tratada por meio de cirurgia de retirada de próstata, quimioterapia, radioterapia e tratamento hormonal.

O tratamento para cancro de próstata pode afetar a fertilidade e causar efeitos colaterais que incluem a infertilidade, porém o cancro propriamente não tem relação direta com a fertilidade. Os tratamento de quimioterapia e radioterapia podem comprometer a fertilidade do homem e nessa situação deve considerar a possibilidade do congelamento de sêmen para a concretização da paternidade.

Esse comprometimento pode ocorrer de imediato ou em alguns meses. Pode durar anos ou ainda ser permanente. Em casos em que não é preciso retirar a glândula, o tratamento pode eliminar a produção dos espermatozoides. Nos casos cirúrgicos, além da possibilidade do congelamento antes da intervenção, ainda é possível obter posteriormente os espermatozoides diretamente do testículo para o processo de fertilização in vitro.

Independente da idade, e da origem do câncer, o homem deve considerar o congelamento, feito em clínica de reprodução humana, para a realização da inseminação artificial. Algumas particularidades do cancro da próstata, tais como a hormono-dependência ou o carácter lento em termos de evolução, podem condicionar a melhor abordagem terapêutica, sendo por vezes várias as opções válidas para um mesmo caso.

Tipos de tratamamento

  • Vigilância clínica: pode representar uma opção válida, dado que em muitos doentes idosos o tumor nunca atingirá alguma relevância clínica. Poupa-se assim o doente à administração de tratamentos com efeitos secundários marcados (disfunção eréctil, incontinência urinária…).
  • Cirurgia: a prostatectomia radical permanece o “gold standard” do tratamento do cancro da próstata localizado, podendo ser realizada por cirurgia aberta ou por via laparoscópica. Está porem associada a uma disfunção eréctil temporária ou permanente, anejaculação e, mais raramente, a incontinência urinária. Nos casos de doença avançada pode recorrer-se à orquidectomia, associada ou não a uma ressecção trans-uretral da próstata.
  • Radioterapia externa: radiação externa da próstata com raios Gama. Apresenta efeitos secundários sobreponíveis aos da prostatectomia radical mas de aparecimento gradual. Pode ainda estar associada a intolerância intestinal marcada. Representa também uma opção válida para os doentes com fracas condições operatórias.
  • Braquiterapia: técnica mais recente de radioterapia, consiste em implantar “sementes” radioactivas directamente no órgão sob o controle ecográfico.
  • Outras técnicas de tratamento localizado tais como a criocirurgia ou o HIFU são apenas reservadas a casos selecionados.
  • Terapêutica hormonal: a deprivação androgénica, baseada na dependência do tumor na testosterona endógena, trava o seu crescimento.
  • Quimioterapia: reservada aos estágios avançados.

Quando o tratamento é iniciado, quais as chances de infertilidade?

Os impactos que o tratamento pode causar na fertilidade dependem de alguns fatores, como o tipo e dosagem, localização da terapia ou cirurgia, idade e a condição da fertilidade antes do tratamento. Alguns medicamentos contra o cancro de próstata têm mais probabilidade de causar danos à fertilidade. Por isso, é importante acompanhar, junto ao médico, quais medicações serão utilizadas.

   Quais as opções para preservar a fertilidade?

Para os homens que estão dentro dos fatores de risco e não querem arriscar a realização do sonho de ser pai, a preservação da fertilidade pode ser a solução. O banco de sêmen serve como uma reserva, onde é feito o congelamento dos espermatozoides em nitrogênio líquido por tempo indeterminado, até que o homem deseje usá-los.

Quer saber mais sobre como o cancro de próstata pode afetar a fertilidade masculina? Acompanhe-nos nas nossas redes. Estamos no YouTube e Spotify também.

Add Comment

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme
Background pattern
Background image